segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

TOP 10 Melhores jogos que já joguei



Vídeo Game... Sempre tem aqueles prêmios de Game of the Year, mas no fim das contas o que acaba valendo realmente é a nossa opinião, então vou fazer uma coletânea com os meus dez jogos preferidos e porque eles são os meus jogos preferidos. Lembrando que eu não encaixei os jogos em um gênero em específico, apenas considerei os que mais me divertiram.

10º Ragnarök Online: Ragnarök é um dos melhores jogos que eu joguei na minha vida, além de ser o melhor MMORPG que eu já joguei. O jogo se passa em Runemidgard que seria algo equivalente a Midgard da mitologia nórdica, a história do jogo é boa, apesar de não ter um grande incentivo para que você vá atrás dela no game. O jogo conta com um total de 48 classes, distribuídas em 3 ranks e algumas classes secretas. 


O grande diferencial do Ragnarök fica por conta da estratégia, isso porque existem fraquezas e vantagens dependendo da raça, elemento, tamanho e etc... Isso dá uma gama muito grande de combos que tornam o jogo exclusivamente divertido. 

O jogo também conta com diversas modalidades que vão desde guerras envolvendo clãs inteiros, até dungeons que envolvem grupos contra um inimigo em comum. O grande problema do jogo fica por conta do rumo que ele tomou, se tornando muito pay2win ao longo dos anos, mas mesmo assim caso você não tenha jogado fica uma forte recomendação minha.

9º Mortal Kombat (Franquia): Mortal Kombat é um dos jogos de luta mais famosos do mundo e foi o primeiro jogo de luta que eu joguei na minha vida, até por isso desenvolvi um carinho muito grande pela franquia. A história de Mortal Kombat apesar de não ser explicada nos primeiros jogos é bastante interessante caso você queira ler, mas o sucesso do jogo ficou por conta da sua jogabilidade fantasiosa e brutal, trazendo sangue, morte, entranhas pelo chão, poderes e habilidades que variam de acordo com cada personagem. 


O jogo em si é bastante simples de se jogar já que diferente da maioria dos outros jogos de luta da época do snes e de alguns de agora da sétima e oitava geração ele não possui combos muito difíceis de executar, diferente de Killer Instinct e Street Fighter, por exemplo, onde o foco da luta fica na execução rápida de combos. 

8º Lara Croft Tomb Raider: Lara Croft é a primeira personagem feminina que eu me lembro a ter um jogo apenas dela sem ser um apelo sexual. Tomb Raider revolucionou os jogos de aventura e puzzle da época, tapando o buraco que Indiana Jones deixou na indústria. O foco do jogo da Lara apesar de ter história sempre foi sua jogabilidade e puzzles, sempre exigindo certa habilidade e inteligência por parte do jogador. 


Em 2013 foi resgatada a franquia Tomb Raider, porém eles remodelaram completamente a jogabilidade e a própria Lara, no novo jogo ela não é mais tão imponente, também achei que os novos jogos deixaram a desejar na dificuldade dos puzzles, deixando o jogo muito mais semelhante a Uncharted que com o próprio Tomb Raider, apesar disso o jogo é ótimo, só que não é o mesmo Tomb Raider, o que pode decepcionar muitos fãs da série. 

7º Shadow of the Colossus: É o tipo de jogo único, jamais vi um jogo semelhante a ele e não sei se um dia verei a solidão que ele passava junto a uma sensação de liberdade. O jogo é misterioso desde o início, você simplesmente chega com um cavalo e uma garota desmaiada e começa a ouvir vozes que ordena que você destrua os colossos, para cada colosso que você destrói uma estátua equivalente a ele é destruída também. Existem diversas teorias do real significado da história do jogo, algumas delas incluem Nimrod o homem que desafiou deus na bíblia construindo a torre de babel sendo que essa é aparentemente é a que melhor se encaixa. 


O gameplay é diferente, Wander o protagonista parece ser um jovem de não mais que 20 anos e não aparenta ser um bom guerreiro, visto que ele não manuseia a espada com grande maestria, ao lado de Wander está sua leal égua, Agro que por ser nossa única companhia acaba nos fazendo criar certo carinho em relação a ela. 

Shadow of Colossus é o tipo de clássico insuperável, qualquer dono de Playstation2 que não jogou essa obra prima deve correr atrás do prejuízo enquanto há tempo. 

6º Resident Evil: Quando eu digo Resident Evil vamos manter o critério até o quarto jogo da série. O jogo foi um dos responsáveis por propagar o gênero de apocalipse zumbi e um dos jogos de survival horror de maior sucesso no mundo dos games. 


A história do game é contada de maneira inteligente através de diálogos, documentos e cutscenes, tendo como inimigo principal a Umbrella Comporation que mantinha uma mansão como fachada pra um laboratório. 

Resident Evil foi responsável por trazer grandes nomes do mundo dos games como Leon, Jill e Claire, além de vilões como Nemesis e Wesker. A jogabilidade do game nos primeiros jogos não era o seu ponto forte, mover o personagem não era uma tarefa fácil, até a chegada de Resident Evil 4 que trouxe uma revolução para a industria de vídeo games, em especial para jogos de tiro em terceira pessoa.

5º Donkey Kong: Em especial Donkey Kong 2 de Super Nintendo, o jogo contava com os melhores gráficos possíveis para a época, tinha uma jogabilidade intuitiva e modo cooperativo interessante. A história de Donkey Kong, assim como a de Mario não tem grande relevância para o gameplay. O jogo tinha uma grande variedade de cenários que iam desde florestas e cavernas até barcos e cenários submarinos. 


Um achado para a época Donkey Kong foi um grande sucesso desde sua primeira aparição com Mario.

O jogo mais recente da franquia fica sendo Donkey Kong Tropical Freeze, título disponível para Wii U, sucesso de críticas, que eu ainda não tive o prazer de jogar. 

4º Red Dead Redemption: Esse jogo é sem duvidas um dos melhores jogos que eu joguei no meu Xbox360, jogabilidade ótima, proposta única, além de uma história incrível. Esse é o tipo de jogo que não deixa você arrependido de um centavo gasto, já que, além disso, tudo existe a DLC que é um novo jogo, com história única, e ambos tanto o game original, quanto a DLC tem um modo multplayer online muito divertido.


A história do game é sobre John Marston um ex bandido que tenta se regenerar prendendo outros bandidos, o que garante um gameplay cheio de tiroteios no deserto, corridas com cavalos e até carroças. Só não me aprofundo mais na história para não dar spoiler, mas eu cheguei a suar pelos olhos... 

A história da DLC acontece aparentemente durante os eventos do gameplay clássico e John além de prender capangas salva o mundo de um apocalipse zumbi, além de conseguir ter em seu poder os quatro cavalos do apocalipse. Essa DLC dá a possibilidade de você ir atrás de lendas, como pé grande, chupa cabra, unicórnios, entre outras coisas. 

Realmente recomendo demais esse jogo, se você tem um Xbox ou Playstation 3, não pode deixar passar.

3º The Elder Scrolls: A franquia The Elder Scrolls inteira é excelente, tem mitologia, intrigas, deuses e demônios (dremoras) próprios. Ficou mais famosa depois do grande sucesso que foi Skyrim em 2011 que foi quando eu conheci a série, simplesmente me apaixonei. 


Em The Elder Scrolls nós ficamos sabendo a história de um continente inteiro, e boatos de outros continentes, que é ampliada a cada game, cada game da série se passou em um lugar diferente do continente de Tamriel, apresentando os costumes de cada espécie além de suas personalidades e habilidades. 

A jogabilidade de The Elder Scrolls é diferente para um RPG, conta com aspectos de outros games que vão desde stealth até elementos de FPS, dando possibilidades únicas de gameplay de acordo com o estilo do jogador. 

2º The Legend f Zelda: Um clássico dos vídeo games, um dos jogos mais famosos da história, famoso pelos seus puzzles e trilha sonora marcante. 


 A história de The Legend of Zelda é genérica, basicamente um herói que tem que salvar a mocinha e depois o mundo das mãos do vilão malvado, isso se repetindo várias e várias vezes, já que estamos em uma nova encarnação do Link em cada game. 

O Gameplay de Zelda é complexo, já que mistura puzzles com a busca por informações para completar missões, o que consome bastante tempo dos jogadores e exige certa habilidade, as batalhas do game são relativamente simples, os personagens, incluindo chefões se movem por um padrão, ao estilo dos jogos antigos, então durante a luta uma vez que você descobriu o padrão o inimigo não deve ser mais um desafio, apesar de tudo isso concede ao game uma característica rara em relação aos jogos mais novos. 

1º Super Mario: Não preciso especificar motivos para esse game estar no primeiro lugar da minha lista, Mario é o clássico dos clássicos. Dentre vários jogos do Mario o meu favorito é Super Mario World de Super Nintendo. Primeiro pela jogabilidade e pela presença maravilhosa do Yoshi. 


A história dos jogos do Mario não é importante e mal é mencionada, o que se sabe é que a princesa deve ser salva e Bowser derrotado, e isso já é motivação o bastante para sairmos em busca de nosso destino pelo reino dos cogumelos. O reino dos cogumelos é muito variado, nos dando cenários com neve, deserto, submarinos, florestas, espaciais e diversos outros, garantindo que o jogo não se torne enjoativo, mesmo quando jogado por horas.

A jogabilidade de Mario, assim como a maioria dos jogos de plataforma é bastante simples, a dificuldade fica por conta de armadilhas no mapa, nos jogos mais recentes da série foi incrementada a resolução de puzzles, que não chegam a ser um desafio, mas podem vir a representar um novo caminho para a série.