terça-feira, 31 de maio de 2016

Fanfic: Bilbo o Bolseiro, Cap.1: Era uma vez um lobo mal



 A pedido do meu amigo lobo eu vou lhes contar o que houve, naquela manhã, na floresta.

Era um dia nublado nos labirintos de prontera, todos haviam se afastado por causa do sátiro, alguns afirmam ter visto o próprio Bafomé, outro diziam que era apenas um bode muito grande, mas isso não vem ao caso, o que importa é que eu estava lá colhendo algumas plantas, e procurando um pouco de mel para minhas torradas, quando vi um ranger dando uma bronca em seu Warg "Você é um incompetente! Não consegue matar um simples bode, eu desisto, vou te deixar aqui e arrumar uma coruja para ajudar em minhas caçadas." O lobo ficou parado, se quer rosnava, então, eu fiz o que qualquer pessoa faria, esperei o ranger ir embora e fui ver o que havia de errado com o lobo, e bom, ele estava muito ferido, ferido a ponto de mancar, eu achei que ele precisava comer algo então cacei algumas lebres e dei para ele, e admito, ele era muito fofo, realmente não parecia um lobo de caça.

Mais tarde a note estava chegando e eu acendi uma fogueira para passarmos a noite, mas ela estava se apagando e eu precisava ir buscar lenha, então, por milagre, encontrei um amigo meu que estava ali justamente me procurando, quando questionado sobre o motivo ele me disse que um grupo de vampiros sem clan estavam caçando um lobo, pois eles tinham certeza de que ele era um lobisomem, assim que eu ouvi a história lembrei na hora do meu Warg que eu havia abandonado na floresta. Voltei correndo para vê-lo e assim que cheguei ele já não parecia mais tão fofo, havia uma matriarca vampira estripada no chão, uma garotinha, que havia sido infectada como vampira estava chorando próximo a ela e um vampiro vestido como um desordeiro, sim desordeiro, não era um caçador, estava atacando ferozmente o lobo, eu era um simples super aprendiz não teria como derrotar dois vampiros, então foi quando decidi que colocaria minha própria vida em risco, atirei uma bola de fogo no mato, o que causou um incêndio enorme na flores, em seguida dei uma machadada nas costas do desordeiro que caiu de joelhos no chão, foi aí que minha Super Nimbus ativou e ele foi nocauteado, segurei no lobo e ele deu um pulo para longe daquele incêndio e corremos para próximo de Prontera, chegando lá sua ferida estava ainda mais aberta, foi então que ele começou a se transmutar, e na verdade o Lobo era na verdade uma animaga.

Ela me explicou que o Ranger mantinha ela presa na forma de lobo com um medalhão, por isso ela agia como uma inútil em combate, para que ele se cansasse dela e fosse procurar algum animal decente para ajudá-lo a caçar. Os vampiros que a confundiram com um lobisomem na verdade eram descendentes renegados da linhagem do Conde Drácula. Comprei-a algumas roupas e a levei para o hospital, onde fomos recebidos por uma moça, muito parecida com a enfermeira Joy, e finalmente ela se tornou uma loba novamente e correu para os confins da floresta, enviou-me apenas essa carta quando soube que a Chapéuzinho estava a difamando mundo à fora.
Brasil Ragnarok Online