terça-feira, 27 de setembro de 2016

RPG: O Mago



O universo dos vídeo-games é variado, tendo jogos para agradar pessoas de todos os gostos, dentro dessa variedade de gêneros existe o RPG, estilo de jogo que se baseia basicamente na interpretação de personagens tendo como base padrões definidos pelo mestre do jogo, no caso de jogos eletrônicos esses padrões são definidos durante o desenvolvimento do jogo. Jogos de RPG são, em sua maioria, ambientados em mundos medievais semelhantes ao que vimos em “O Senhor dos Aneis”, apesar de isso não ser uma regra e existirem diversos jogos do gênero ambientados em mundos futurísticos, e até mesmo em mundos SteamPunk.

O Gênero surgiu lá pela década de setenta com o famoso D&D, para os menos íntimos Dungeons e Dragons, sim exatamente a série de games que deu origem ao desenho animado “A Caverna do Dragão”, que apesar de ser diretamente inspirada no jogo não tem cronologia, ou ligação nenhuma com a história do game.

Uma das características de quase todo RPG é o sistema de classes dividido em três estilos de jogo básico, entre eles está “O Ladrão” com um estilo de luta rápido e habilidades furtivas invejáveis que podem ser usadas para roubar tesouros, ou entrar e sair de lugares sem ser notado, algo que foi muito explorado na franquia de jogos The Elder Scrolls, o segundo estilo de jogo básico é “O Guerreiro” basicamente o príncipe de armadura prateada do RPG é quase sempre um guerreiro, e por fim, mas não menos importante temos “O Mago”, o mago é uma figura misteriosa em qualquer RPG que ele esteja, os magos sempre estão ligados a uma força de proporções desconhecidas que sempre podem se mostrar maiores que o imaginado, esse lado misterioso dos magos foi bastante explorado na franquia de jogos Dragon Age, e é sobre eles que eu vou falar hoje. 

Após alguns anos o estilo de jogo RPG foi se aprimorando, e com ele as classes que o compunham também ficaram mais complexas, sendo que cada uma delas tiveram várias ramificações, mas nenhuma teve tantas variáveis quanto os magos, e hoje eu vou citar alguns dos tipos de magos que você pode encontrar nos RPG’s ao longo de sua vida.

Necromante:

O Necromante é um feiticeiro que usa as forças das trevas para conjurar espíritos ou almas para diversos fins, sejam eles batalha, ou suporte. A necromância, assim como a magia de sangue, não é bem vista por seres mortais e por isso necromantes e magos de sangue são comumente usados como vilões. Uma das variantes do necromante é o conjurador, que pode ser visto basicamente como uma evolução, já que além de almas e demônios um conjurador pode invocar bestas e elementais.

Druída:

Druídas são magos que voltam seus estudos para a natureza, fazendo uso de remédios para dar suporte a seus aliados, ou de venenos para prejudicar seus inimigos. Outra característica de um druida é o poder controlar as bestas do plano terreno, sendo uma das formas de magia primordiais, usada originalmente pelos elfos.



Magos Elementais:

Magos elementais como piromantes e aeromantes são um grupo de dominadores da magia de menor escalão, pois seu poder de ataque se concentra todo e completamente no plano físico, dessa maneira eles são fracos contra seres como demônios e outros seres astrais, para compensar essa fraqueza magos elementais são muito poderosos em batalhas contra humanos e outros seres terrenos.


Mago de Sangue:

Focados na energia carnal para atingir o plano espiritual magos de sangue são mestres ritualísticos, realizando a arte do sacrifício para invocar espíritos e demônios, semelhante à um necromante, e o domínio das maldições para atingir seus inimigos. Magos de sangue costumam ser uma força considerável no campo de batalha por se encaixarem em qualquer posição do combate, podendo tanto dominar inimigos, quanto exorcizar demônios, além de serem ótimos conjuradores. Sua fraqueza esta diretamente ligada à carne, quanto mais magia usam mais ficam fracos e doentes, um dos filmes que explorou um pouco as características de uma maga de sangue é Stardust, onde a bruxa, Lamia Morwanneg enfraquece cada vez que usa magia. 

Lich

Lich é um necromante, ou um mago de sangue que após a morte fora ressuscitado e recuperou seus poderes, mas não o suficiente para reviver o seu corpo, nesse estado o mago continua putrefeito e morto fisicamente, mas a energia arcana mantém seu corpo acordado, funcionando mais ou menos como um golem. 


Sacerdote

Sacerdote é um mago que usa exclusivamente energias sagradas para ajudar seus aliados e exorcisar demônios. A magia proveniente da luz não pode ferir seres de nenhum plano, a não ser dos planos infernais, por isso é comum sacerdotes andarem com adagas ou maças para se defender de outras criaturas que não demônios.



Esses são alguns dos tipos de magos que eu consegui me lembrar, mas nem de longe eu seria capaz de citar as ramificações que a magia pode ter, simplesmente porque o que a limita é sua imaginação durante o jogo, ou a criatividade dos produtores durante o desenvolvimento, e creio que essa falta de fronteiras seja o que torna esse estilo de jogo tão gratificante.