terça-feira, 6 de dezembro de 2016

YouTubers e a caricatura de sí mesmo.



Sabe aquele momento em que você percebe que as pessoas estão perdendo a originalidade e apenas seguindo a maré? É exatamente isso que eu estou pensando do YouTube, sei que o conteúdo de diversos canais é excelente, mas em contrapartida estou vendo o nascimento de diversos canais com conteúdo genérico e vários canais antigos perdendo a excência e se tornando uma caricatura horrorosa do que um dia já foram. 

Antes de eu começar a criticar diversos canais sem citar o nome de nenhum vamos entender o que é uma caricatura:

Segundo o Tio Google caricatura é um substantivo feminino que tem como caracteristicas desenho de pessoa ou de fato que, pelas deformações obtidas por um traço cheio de exageros, se apresenta como forma de expressão grotesca ou jocosa.” Ou “Reprodução deformada de algo”

Pensando nessa definição podemos dizer que caricatura é algo que por reforçar tantos determinados traços notáveis de algo ou alguém acaba por descaracterizá-lo, e basicamente é isso o que tem acontecido com diversos canais do YouTube, canais antigos onde determinado youtuber começa a interpretar a si mesmo, na tentativa de se manter original ao que ele era no inicio do seu canal, algo que quase sempre resulta em humor forçado e piadas sem graça, mas não apenas canais de humor sofrem com esse problema, diversos canais que tratavam de outros temas estão passando pela mesma situação, na insistência de relutar contra as mudanças naturais começaram a interpretar de maneira cansativa o papel de si próprio, causando um clima de estranhesa onde não sabemos nunca o que foi um texto decorado ou algo dito de peito aberto.

Para não sermos injustos temos de admitir que não apenas YouTubers passaram por esse momento, nós vivemos momentos como esses ao longo de nossas vidas, certas vezes até mesmo de maneira inconciênte, como, por exemplo, quando você nem gosta tanto de quadrinhos assim, mas paga de expert quando está com seus amigos fãs da Marvel, ou então quando você finge gostar de determinada musica só pra posar de rockeiro. O que quero dizer é que faz parte da nossa natureza tentar reforçar os traços que achamos que são o melhor que temos a oferecer, mas temos que tomar cuidado para que essa tentativa de nos melhorar não comece a nos descaracterizar.